Guru do Desempenho
aumentar a produtividade do rh

5 formas para aumentar a produtividade do RH em pequenas empresas

Aumentar a produtividade do RH é um objetivo perseguido por qualquer organização, mas nas pequenas empresas essa é uma questão vital.

Em instituições menores, há menor disponibilidade de pessoal, existem muitas tarefas que precisam ser desenvolvidas na própria empresa e os recursos também costumam estar menos disponíveis.

Com uma estrutura reduzida, é importante ter muita criatividade e trabalhar com uma equipe de RH multidisciplinar e motivada. Lembre-se de que o próprio setor é visto como modelo para os outros e, demonstrar produtividade nas ações da área, pode inspirar outros setores.

Confira neste artigo 5 dicas para aumentar a produtividade do RH em pequenas empresas:

1. Tenha uma boa comunicação

Para ser produtivo, é preciso saber o que precisa ser feito e quem deve fazê-lo. Por isso, ter uma comunicação clara e eficaz é essencial para que os processos ocorram conforme o previsto.

Para se comunicar de forma satisfatória, é preciso deixar todas as tarefas e seus objetivos registrados em um documento comum, que todos acessem. Nesse arquivo, é importante que constem os responsáveis pelas respectivas tarefas e também as datas de entrega e outros detalhes fundamentais para o trabalho.

Ter reuniões de alinhamento regulares também é importante. Nesses momentos, são esclarecidas dúvidas e há espaço para troca de informações entre a equipe.

Outra alternativa que pode aumentar a produtividade do RH em pequenas empresas é deixar um quadro físico no próprio setor, onde fiquem registradas informações úteis e também os lembretes sobre projetos e entregas. Esses pequenos detalhes evitam que tarefas fiquem sem fazer ou que mais de um colaborador faça o mesmo trabalho, por exemplo.

2. Trabalhe com metas

Para ser produtivo, um setor de RH precisa trabalhar com metas muito claras. Algumas coletivas e outras individuais. Estabelecer metas é uma forma eficaz de acompanhar o desempenho da equipe. É muito importante que elas sejam construídas em conjunto, com participação dos colaboradores diretamente envolvidos com as atividades.

As metas devem ser claras e possíveis de serem alcançadas. Um exemplo de meta: Fechar pelo menos 2 parcerias por mês com empresas que possam oferecer benefícios aos colaboradores. Esta pode ser uma meta do funcionário responsável pelos benefícios.

Outro exemplo de meta, pode ser a redução de 10% ao ano das taxas de turnover da empresa. Esse é o caso de uma meta coletiva, pois depende que várias áreas do RH se envolvam. O importante é ter objetivos para  trabalhar focado naquilo que é preciso ser atingido.

Contudo, não basta apenas ter metas. Elas precisam ser analisadas constantemente para que o desempenho da equipe seja de fato aferido.

Se elas estiverem sendo facilmente atingidas, é hora de apertar um pouco a meta, para manter a produtividade da equipe sempre em alta. Se não estiverem sendo alcançadas, é preciso verificar o que está provocando o não atingimento do proposto.

3. Mantenha a equipe treinada

Aumentar a produtividade do RH está diretamente relacionada à capacidade técnica da equipe. Para manter um grupo bem capacitado, é preciso investir em treinamentos regulares. Perceba quais são as necessidades do colaborador e proponha uma agenda de treinamentos ao longo do ano.

Peça sugestões a eles, mas também sugira treinamentos com base na sua percepção do que seria mais estratégico para a empresa. Um sistema de LMS pode te ajudar a gerir e otimizar essa atividade, ganhando tempo e produtividade.

Estimule os colaboradores e cobre que os conhecimentos aprendidos sejam replicados dentro da própria equipe e contribuam para melhorar os resultados do time. Um treinamento só faz sentido se ele muda a realidade de um setor e contribui para o aumento da produtividade do RH e de todos.

4. Reconheça sua equipe

Todo profissional gosta de ser reconhecido pelo que faz. Por isso, a liderança do RH precisa estar atenta às formas de reconhecer aqueles que realmente se destacam. Quem produz de forma diferenciada merece ser destacado.

O reconhecimento aumenta o engajamento do grupo e fortalece a equipe. Quem percebe o destaque por trabalhar de maneira diferenciada, vai querer fazer isso sempre porque reconhece valor nas suas próprias ações. Às vezes, esse reconhecimento não precisa ser uma grande ação, mas uma coisa simples que faça diferença para o colaborador.

Dar a oportunidade para ele representar o setor em algum evento, oferecer um jantar com a presidência, um final de semana em uma pousada, um curso custeado pela empresa e até uma premiação simbólica em dinheiro pode servir para estimular os profissionais.

Uma boa dica é ficar atento ao que a equipe valoriza como reconhecimento, para fazer a escolha certa.

Um detalhe importante é que esse reconhecimento deve ser oferecido sem desmerecer o resto da equipe. O destaque de um não pode significar o desânimo do outro. O efeito precisa ser o contrário: quem não foi reconhecido precisa perceber que isso é possível.

5. Criatividade para aumentar a produtividade do RH

O problema de produtividade ronda os setores de RH de diversas empresas. A diferença está em como cada empresa lida com ela. É preciso parar de pensar sempre nas mesmas soluções e começar a pensar em formas diferentes de resolver os problemas.

Rotatividade é um problema clássico de RH. No entanto, será que as empresas estão realmente preocupadas em analisar a raiz do problema? Pense com base no contexto da sua própria empresa. Comece a pensar em características que antes não eram consideradas e vislumbre outras possibilidades.

Estimule a sua equipe a pensar em soluções que ainda não foram testadas. Esse é um exercício difícil, que envolve também a importância do erro. Para criar coisas novas e descobrir novas possibilidades, o erro não pode ser visto como fracasso, mas como processo.

Experimente se abrir a essa ideia e aceite que a sua equipe também comece a pensar dessa forma. O novo só aparece quando fazemos as mesmas coisas de maneira diferente.

Para aumentar a produtividade do RH, há algumas ações que podem ajudar, mas é preciso reconhecer que o espírito da equipe da liderança é fundamental nesse processo.

Um líder motivado, comprometido com a própria capacitação, que trabalha com metas, sabe se comunicar e ainda que buscar pensar fora da caixa já é um bom estímulo para o time.

E então, gostou do nosso post? Se você quer ter acesso a outros conteúdos como este, não deixe de assinar a nossa newsletter para receber mais conteúdo no seu e-mail.

Felipe Batalha

Felipe Batalha

Pai do Martin, engenheiro e empreendedor. Descobriu que a gestão de pessoas pode ser a principal competência para crescimento de um profissional. Sempre em busca de novas experiências em viagens e na culinária.

Comentar

Felipe Batalha

Felipe Batalha

Pai do Martin, engenheiro e empreendedor. Descobriu que a gestão de pessoas pode ser a principal competência para crescimento de um profissional. Sempre em busca de novas experiências em viagens e na culinária.

Siga-nos nas redes sociais

Assine nossa newsletter!