Guru do Desempenho
integração de novos colaboradores

5 melhores práticas para integração de novos colaboradores em PMEs

Independentemente do tamanho, da história ou do mercado em que seu negócio está inserido, novos funcionários precisam passar por um período de aprendizado. A integração de novos colaboradores — ou onboarding — embora seja vista como um processo trivial, é um dos períodos mais importantes de uma contratação.

E sua abordagem nesse momento pode fazer toda a diferença na gestão de pessoas, dando início a uma saudável nova relação de trabalho.

Onboarding nada mais é do que o mecanismo pelo qual novos funcionários adquirem os conhecimentos necessários, os comportamentos adequados e as habilidades precisas para executar suas funções. Geralmente, é um processo facilitado pela equipe de RH, mas não precisa sempre ser assim.

Por que o onboarding é importante? Muitas pessoas podem argumentar que “os funcionários precisam apenas executar bem o seu trabalho e eles serão bem-sucedidos”.

Todavia, não é necessariamente isso que vemos na prática. Uma estratégia de onboarding bem executada tem efeitos profundos na integração de novos colaboradores e reduz a rotatividade.

Com isso em mente, confira cinco boas práticas para fazer o onboarding perfeito:

1. Munir os novos funcionários com informações

O primeiro passo para um onboarding bem-sucedido é colocar as suas novas contratações a par do que está acontecendo na empresa. E isso pode começar a ser feito na assinatura do contrato de trabalho. Muitas relações de trabalho dão errado exatamente porque funcionários não entendem bem sua função e o ambiente corporativo.

Por isso, é seu papel acelerá-los. Ter um processo de onboarding capaz de fazer isso, colocando seus funcionários dentro do loop da empresa, é integral para o seu sucesso.

Dessa forma, eles vão imediatamente produzir valor para o seu negócio e se sentirão parte integrante do seu fluxo de trabalho.

Sente ao lado de cada novo empregado e discuta com ele projetos atuais e objetivos de seu departamento, antes mesmo de ele começar a trabalhar. Assim, ele se sentirá confortável para dar ideias e contribuições desde o primeiro instante e se integrará com mais facilidade a todo seu plano.

Talvez você precise passar uma quantidade significativa de tempo com suas novas contratações no começo, mas isso será compensado no futuro. Você vai poupar tempo e dinheiro, se for claro sobre o que eles devem fazer.

2. Deixe claras todas as suas expectativas

Para que qualquer relação de trabalho comece com o pé direito, é preciso deixar claras as expectativas que você tem. Para tanto, no primeiro dia, o ideal é fazer uma lista de metas e projetos para seu novo funcionário. As perguntas que você quer responder aqui são:

  • Quais as tarefas e demandas imediatas do novo colaborador?
  • Como ele pode contribuir para a empresa?
  • Quais são suas responsabilidades específicas?
  • Quais são seus objetivos primários?
  • O que é esperado dele em 30 dias? E em 90?

Uma ótima maneira de traçar e explicar objetivos para uma determinada contratação sem fazer pressões desnecessárias é lembrando-a do motivo pelo qual você a contratou.

3. Leve membros veteranos ao processo de onboarding

Uma forma de aumentar as chances de sucesso do seu projeto de onboarding é colocando membros da equipe para lidar diretamente com os novos contratados. A isso chamamos de importar a cultura do negócio.

Você já sabe como é importante para a sua empresa ter valores bem definidos e uma missão clara. Mas o que talvez você não tenha percebido é que esses valores passam a fazer parte do DNA do seu time e são compartilhados por todos que ali estão.

Exatamente por esse motivo, não há nada melhor do que colocar sobre seus funcionários a responsabilidade de executar pelo menos uma parte do processo de onboarding.

Não basta fazer com que o novo colega leia os materiais sobre a empresa para que ele fique por dentro da cultura corporativa. É preciso dar exemplos vivos de como o ambiente funciona e ninguém melhor para fazer isso do que a sua equipe atual.

Proporcione interações, faça com que seus novos colaboradores conversem com os membros mais antigos do seu time e mostre que eles têm com quem contar, caso tenham alguma dúvida ao longo de sua integração.

4. Integre-os imediatamente a projetos em andamento

Para que o recém-contratado não se sinta pouco útil em suas primeiras semanas de trabalho, o ideal é ter em mãos algum projeto que ele possa se integrar imediatamente. Ainda que você não o responsabilize por toda a condução do processo, é importante que o colaborador tenha um papel relevante, que o faça sentir-se parte da equipe.

Você pode pedir que ele corrija uma pequena falha em algum projeto já existente. Ou que pense em uma nova funcionalidade para os seus softwares, mesmo que não a implemente instantaneamente.

O importante é ocupá-lo desde os primeiros dias, para que ele experimente realmente o que é trabalhar dentro da cultura da empresa que ele escolheu integrar.

Faça com que ele se sinta útil desde o primeiro dia, mantendo-o ocupado. Além disso, dê a ele o máximo de feedback que puder. Assim, você tem também a oportunidade de entender quais são os métodos de trabalho dessa nova contratação e pode descobrir como melhor integrá-la aos demais membros da sua equipe.

No final de um curto período de tempo — geralmente uma semana — já vai ser possível entender que tipos de projetos podem ser confiados àquele profissional.

5. Integre o colaborador à equipe

Muitas vezes, apenas colocar parte do seu time como responsável pelo onboarding não é o suficiente para integrar novos colaboradores a uma equipe. Por isso, você tem que dedicar algum tempo a essa atividade.

Invista  em um programa de mentores ou crie atividades sociais que possam fazer com que seu contratado interaja com os demais membros do time, para obter melhores resultados em seu onboarding.

Quando sua companhia vai atrás de novos funcionários, ela precisa estar preparada para recebê-los da melhor maneira possível. E é disto que se trata o processo de onboarding: ir além das orientações simples dadas a novas contratações e fazer com que seus funcionários se sintam realmente em casa.

A integração de novos colaboradores é um processo salutar em qualquer negócio. Com as dicas contidas aqui, você poderá fazê-la com sucesso.

Agora, que outras práticas você acredita que podem aperfeiçoar o processo de onboarding em uma PME? Deixe sua ideia nos comentários!

Bruno Coelho

Bruno Coelho

Gestor de equipes de alta performance com background de TI, entusiasta das metodologias Lean e Agile, defensor de decisões baseadas em dados. Acredita que o crescimento e o aprendizado constante é o propósito de tudo, e que as organizações só prosperam com o crescimento individual das pessoas.

Comentar

Bruno Coelho

Bruno Coelho

Gestor de equipes de alta performance com background de TI, entusiasta das metodologias Lean e Agile, defensor de decisões baseadas em dados. Acredita que o crescimento e o aprendizado constante é o propósito de tudo, e que as organizações só prosperam com o crescimento individual das pessoas.

Siga-nos nas redes sociais

Assine nossa newsletter!